Capítulo 1 - Finalmente.

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por leonirisos em Qui Abr 14, 2016 3:23 pm

Em meados do segundo semestre de 1932, os alunos que obtiveram sucesso na seleção da ECG, começaram a receber suas cartas. Elas eram simples, seladas apenas por um selo comum dos correios e um remetente que demonstrava onipotência sem esforço algum.

"ECG-T, Tracen, Rua principal, 234", estava escrito no papel, letras bem delineadas faziam com que os jovens chorassem apenas por serem lidas por eles. A carta trazia simples instruções, e algumas obrigações:

Para _______, aluno(a) matriculado(a) na ECG-T.

Primeiramente gostaríamos de parabenizá-lo (a) pela sua futura estadia na ECG, e esperamos que utilize da melhor forma possível as ferramentas e possibilidades de evolução que serão encontradas aqui. Antes de mais delongas, aqui segue as regras básicas de nossa instituição.

- Qualquer tipo de droga é proibida dentro de qualquer um de nossos domínios. Jogos de azar e apostas também o são;
- Armas de fogo, branca e/ou qualquer tipo de objeto que possua grande potencial de ferimento aos alunos serão confiscados no primeiro dia de apresentação. Cópias mais inofensivas serão entregues para que utilize, única e exclusivamente, nos centros de treinamento;
- Brigas, confusões e intrigas não são permitidas. Caso alguma delas seja direcionado à algum profissional de nossa instituição, em qualquer lugar, voz de prisão será declarada;
- Você deve comparecer no sexto dia do mês de Janeiro, no período matutino no pátio da ECG-T, o endereço está no verso desta carta;
- A primeira semana servirá apenas para que você conheça mais a instituição, os alunos, professores e demais locais aos arredores;
- Após isso todos os alunos serão lecionados nos ensinamentos básicos de conhecimento e nas mais variadas aplicações dos mesmos. São dois períodos anuais, com duas semanas de folga entre eles. Sinta-se livre para se ausentar, ou não dos aposentos da instituição;
- Todos os dias às 6h00min da manhã é feito a declaração de honra no pátio da instituição. A partir das 19h00min nenhum aluno pode adentrar a instituição;
- Vocês serão avaliados em todos os campos possíveis, imagináveis e inimagináveis.


De resto, lhe desejamos boa sorte. Se dedique.


Algumas famílias começavam a organizar a viagem de seus representantes assim que o conteúdo era lido, outros lembravam-se da data pouco tempo antes da data estipulada.

[Off game: Com exclusão de Haskel, me descrevam como e quando vocês viajaram, onde estavam, com quanto tempo de antecedência, onde ficaram e informações pertinentes.]

(...)

06/01/1933
1932 acabara de se despedir e as festas comemorativas e religiosas comandavam o fluxo de todo o continente. Tracen recebera vários visitantes, que, agora, estariam voltando para suas casas, caso não fosse a iniciação da ECG. Era uma bela manhã, o sol deixava o clima agradável e calmo. Mas as ruas estavam movimentadas, carros, carroças, taxis e pedestres participavam de uma dança sem fim, onde o objetivo final da corrida era a ECG.

O pátio da ECG, agora lotado, pelo menos em boa parte, por jovens e seus responsáveis era palco de uma barulheira sem fim. Pessoas rindo, chorando, gritando e até orando fazia com que tudo ficasse menos calmo ainda. Após algumas horas de espera, três pessoas, que se apresentaram como coordenadores do curso, deram as primeiras ordens. Os três coordenadores eram:

Funa Krids

Faulen Giron

Gusmel Freud

Ainda enquanto apresentavam-se, Funa atirou em direção de Faulen, que, com sua espada, conseguiu cortar a bala ao meio. Gusmel subiu ao palco dando um show de alquimia: fez com que uma coluna gigantesca de fogo iluminasse mais ainda aquele dia ensolarado.

Foi ordenado aos jovens que fizessem uma fila única, despedissem de seus pais e preparassem para a nova vida que os aguardava. A fila era longa e demorada, quando a vez de um jovem chegava, ele era encaminhado para um corredor, aparentemente onde funcionava o setor administrativo da ECG. Havia duas pequenas salas com uma mesa e duas cadeiras, em cada sala, um oficial estava sentado em uma das cadeiras, e entregava aos jovens um papel e uma caneta. No papel estava escrito: Quais são suas intenções na ECG?

[Off game: respondam.]

Após isso, os jovens eram encaminhados até o final do corredor, onde recebiam as vestes do uniforme da ECG, tinham seus pertences recolhidos – com a afirmação de que receberiam cópias de madeiras posteriormente –, e seguiam novamente pelos corredores, até chegarem em um pátio com algumas árvores, bancos e uma grama verde e brilhosa. Do outro lado do pátio, duas filas eram formadas: uma para garotos e outra para garotas.

Depois de mais algum tempo os jovens receberam as instruções de escolherem os últimos quartos, já que os primeiros estavam ocupados pelos veteranos, cada quarto possuía duas beliches, dois armários (onde estavam os materiais para cada aluno), quatro cabeceiras, uma janela, uma mesa central e quatro cadeiras. Ao final do corredor encontrava-se o banheiro.

[Off game: depois eu passo para vocês a lista completa dos novatos homens para Haskel e Szon e das novatas garotas para Yulia.]

Outro oficial do exército passou de quarto em quarto, quando tudo estava organizado, informando os horários.

“05:30 - Hora de acordar
06:30 - Café da manhã ( Refeitório)
07:00 – Aulas
11:40 – Almoço
13:00 – Aulas
18:00 - Lanche da tarde
21:00 – Janta

06:20 - Abertura dos portões
22:00 - Fechamento dos portões”

O oficial passou as informações clara e calmamente, abrindo também espaço para dúvidas dos novos alunos.

[Off game: se tiverem algo para perguntar para o homem, só falar.]

Era aproximadamente 11:20 e o almoço logo seria servido. Sobrou apenas tempo para organizar o quarto e conversar um pouco com os colegas de quarto. A cantina não ficava muito longe dos quartos, possuía algumas mesas retangulares e um local onde o alimento era servido (como naquelas cantinas de filme americano). O almoço do dia estava impecável. Uma ótima alimentação para um bom dia de cansaço.

Mais tarde o sino bateu, e os alunos deveriam ir ao bloco onde as aulas aconteceriam. Lá encontraram dois andares, com três salas em cada. O andar de cima era para os veteranos, o térreo para os novatos. Nomes em listas ao lado das portas indicavam onde os alunos deveriam ficar. Cada sala possuía seis fileiras, cada uma com cinco carteiras.

[Off game: diga aonde vão se sentar, seguindo o modelo a seguir.]
Os locais pintados de preto não estão disponíveis.


[Edit]



[/Edit]

Após algum tempo de todos os alunos estarem sentados – eram quinze garotas e quinze garotos –, Funa entrou na sala e começou a falar:

- Como vocês já sabem, eu sou Kridz. Não gosto que me chamem pelo meu primeiro nome, senhora, senhorita nem nada do tipo. Kridz. Apenas Kridz. Sou a coordenadora da sala de vocês, e se existe algum covarde por aqui, saiba que não durará muito tempo em minhas mãos. As coisas são simples comigo: ou vai ou some. E eu gosto muito dessa segunda parte. Se estão procurando por moleza ou descanso, não encontrarão aqui. Enquanto estiverem comigo, a mente, o tempo e o corpo de vocês não pertence a vocês.

Então ela fez uma pequena pausa, foi para o centro da sala, onde havia uma mesa, sentou-se e pegou uma maçã que estava na gaveta da mesa. - Gosto de maçãs. Deu mais umas mastigadas, e disse algo como se estivesse esquecendo de algo.

- Ah. Sou exigente. Alguma pergunta?

Um garoto de cabelos longos, sentado na terceira fileira da segunda carteira perguntou:

- Você é sempre assim?

Após passara alguns segundos sem aceitar o atrevimento do garoto, Kridz se deu conta do que Haskel tinha falado. Ela colocou a maçã que trazia em suas mãos suavemente em sua mesa, e levantou-se da mesma forma, se aproximando de Haskel, que já começava a perceber a cagada que havia feito.

- Não. Nem sempre. Disse Kridz, enquanto se aproximava mais ainda do garoto.

- De fato, às vezes não sou assim... É uma boa pergunta, garoto. Muito boa. Agora Kridz estava encostada na mesa do garoto, e aproximava sua face da de Haskel.

- Quando não estou assim, estou estourando os miolos daqueles QUE ME ENCHEM O SACO!  Krid estava visualmente alterada, todos podiam perceber. - QUAL SEU NOME, GAROTO?

A sala estava apavorada, Kridz não demorou a mostrar sua verdadeira personalidade.


Última edição por leonirisos em Sex Abr 15, 2016 8:07 am, editado 1 vez(es)
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Szon Mudryr em Qui Abr 14, 2016 7:24 pm

Quando Szon recebeu o bilhete pensou em recusa-ló por acreditar que ainda precisava de mais tempo para se prepara que não fosse pego de surpresa ou passado para trás, mas ao se lembrar das instruções de seu mestre chegou a conclusão de que talvez mais um ano não fizesse tanta diferença. Era certo que daria um jeito de aproveitar o pouco tempo que lhe restava, mas por sorte, por morar na capital e a alguns minutos de caminhada para local de apresentação, teve tempo o bastante para se dedicar a um treino especial que havia preparado juntando os relatos sobre algumas provas e testes que seus pais fizeram enquanto estavam na E.C.G, seu mentor também lhe contou algumas poucas coisas, mas não parecia ser o suficiente. A frase " Vocês serão avaliados em todos os campos possíveis, imagináveis e inimagináveis. " não saia de sua cabeça fazendo o desafio parecer interessante, mas também assustador. Faltando apenas algumas semanas o jovem finalmente tirou algum tempo para si, passando algum tempo com sua mãe e seus cachorros, e quando finalmente faltava apenas alguns dias arrumou uma pequena mala levando apenas roupas para usar durante seu cotidiano torcendo para que não confiscassem suas roupas também.
...

No dia de sua apresentação, Szon apenas caminhou até o local, mas durante toda percurso podia notar a movimentação e animação das outras pessoas e apesar de não estar no espírito sentia um pouco da coisa. Ao chegar no pátio ficava um pouco assustado com a movimentação, ele imaginava que o local estaria cheio, mas daquela forma... parecia impossível, procurou um lugar calmo para organizar seus pensamentos, mas era outra coisa que parecia impossível. Vendo o que poderia ser seus futuros colegas se despedirem se perguntava por que não fez questão de que sua mãe o acompanhasse entretanto não pensou muito sobre o assunto já que estava cada vez mais próximo de seu objetivo. Durante a apresentação Szon ficou maravilhado e até mesmo perplexo. A apresentação de Funa e Faulen conseguia despertar seu lado aventureiro enquanto a apresentação de Gusmel chamou sua atenção para outros campos da alquimia, porém sua determinação permanecia quase que como uma maldição e quando finalmente chegou ao setor administrativo após uma longa espera na fila respondeu em um pedaço de papel com orgulho; " Meu objetivo nesta instituição trata-se de nada mais, nada menos do que a busca por conhecimento e aprimoramento. Creio que assim como fizeram ao meu pai, aqui eu possa me encaixar, me ajustar e buscar por melhoras no campo da medicina e talvez até mesmo realizando grandes contribuições para esta área. ".
...

Durante a segunda fila o jovem podia notar que alguns já pareciam estar se enturmando conversando entre sussurros enquanto aguardavam por instruções. Obviamente esses iriam escolher o mesmo quarto, mas o Szon não ligava muito para isso, na verdade apenas pensava em não ter de dividir seu quarto com pessoas muito agitadas ou emotivas. Não levou muito tempo para escolher um quarto e ao entrar para sua surpresa havia sido o primeiro a chegar o que lhe permitiu escolher onde dormir e perder um tempo pensando sobre E.C.G, até alguns colegas de quarto chegarem e começarem a tentar interagir. Por ser péssimo por se relacionar com as pessoas sua salvação foi quando após algum tempo o oficial entrou para avisar sobre os horários e acabou sendo bombardeado por perguntas pelos seus colegas de quarto e após retirarem suas dúvidas saíram do quarto. Um pouco confuso o jovem seguiu para o refeitório e já não se sentindo também naquele ambiente e apesar do almoço melhorar um pouco seu humor não o ajudou muito, porém havia a crença depois da aula Szon podia se sentir um pouco melhor.
...

Ao chegar na sala escolheu uma carteira qualquer no canto e se sentou enquanto esperava o começo da aula, mas logo notava que seus colegas de quarto também estavam ali e quando o perceberam fizeram questão de sentar próximo a ele. Pareciam que não percebiam que Szon não apreciava sua presença e ficava cada vez mais perdido enquanto estes conversavam normalmente sobre coisas do seu cotidiano. Quando a professora chegou em sala Szon achou que iria gostar da sua professora, a princípio ela lembrava bastante seu segundo mentor, mas não a perceber que estava enganado e que talvez tenha se metido em um tremenda enrascada. - Cara... mas que furada.. ela parece o Zunzi, comentava entre múrmuros.
avatar
Szon Mudryr

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen, central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por yuliafma em Sex Abr 15, 2016 7:17 am

As coisas para mim estavam sendo encaminhadas exatamente da maneira que eu esperava. Mas é óbvio. A carta chegou em casa em uma quarta feira, ao final da tarde. Minutos depois meu pai chegou em casa, checou a caixa de correspondências e viu a carta enviada pela ECG. Eu estava na sala, assistindo televisão mas pensando em outras coisas. Minha mãe estava preparando a janta, minha irmã mais velha ajudava o caçula a fazer a tarefa - uma família perfeita, diga-se de passagem.

O sorriso no rosto de meu pai contagiou a todos, mesmo sem sabermos o motivo. A carta foi aberta e o resto da noite foi apenas comemoração. É dito que, depois de alguns momentos ruins, é hora de virem os bons... Não espero que os ruins venham tão cedo.

Minha casa é na capital, poucos minutos da ECG, não precisei me preparar em quase nada. Usei os quatro meses que me restavam até a data da iniciação para me divertir, como sempre faço. Nas últimas semanas visitei meus parentes distantes, juntamente com minha família, dando as boas novas, e ajudei um pouco meu pai na empresa. Supondo que deveria ficar o tempo todo usando aquele uniforme horrível, não preparei roupas para levar. Levei apenas meu pequeno caderno de anotações no dia estipulado pela carta.

Chegando na ECG, aquele amontoado de pessoas realmente me deixou feliz. Tantas... Oportunidades. Eu, realmente, tinha feito certo e não insistir em meus pais não irem naquele dia. Comecei logo a procurar prováveis novatos para fazer amizades. Os nerds, para que me ajudassem nas tarefas, e os com cara de bobos, para fazerem o que eu quisesse na hora que eu pedisse, eram meus alvos principais. Encontrei um de cada. Uma patricinha com provável futura e grande influência seria perfeito também. Encontrei uma conhecedora de cabelos louros e peitos fartos. Perfeita. Passei alguns minutos conversando com ela, me afastei dando a desculpa de que iria falar com meus pais.

Ainda observando os prováveis novatos, tive a sensação de que alguém me observava. Como se já me conhecesse... Talvez fosse apenas... Sim... Como de costume, não havia dormido quase nada naquela noite, estava cansada e precisei sentar um pouco.

A apresentação dos coordenadores começou.
[Rolagem de empatia bem sucedida]

Pude ver o ódio estampado e brilhando nos olhos de Kridz, quando ela atirou em Girion, que, aparentemente, não estava atendo, mas, ainda assim, conseguiu defender-se com um belo e improvável golpe. Freud também conseguiu minha atenção. “Será que ele é assim por dentro... E em todo seu corpo?” pensei.
Quando chegou minha vez de responder a pergunta no papel, escrevi:

“Meu objetivo aqui dentro é ser moldada e forjada pela ECG, assim, e somente assim, meus objetivos pessoais podem ser alcançados com esmeril inigualável.”

Segui a única garota de cabelos louros e escolhi o mesmo quarto que ela. Já estávamos conversando a um tempo, e pude ver os olhares de alguns garotos direcionados ao belo corpo da conhecedora, de nome Ninkmi.

Deixei-a escolher a cama, ela acabou pegando a de baixo. Escolhi a de cima logo depois. Então, entraram duas outras garotas, uma neviana magra e bem quieta, que evitou conversar conosco e uma filha das estrelas, que rezava praticamente para tudo que ela via. Depois de conversarmos um pouco, descobri que a neviana era Aya e a outra era Luacid.

O oficial explicou os horários e eu perguntei, com um leve sorriso no rosto:

- Relações sexuais envolvendo alunos e/ou funcionários da ECG é considerado confusão?

- Sim. Mais alguma?

A resposta do homem me entristeceu, achei que poderia transar por ali. “Bem, vou dar um jeito, e tem várias outras coisas boas para se fazer aqui...” pensei.

Sentei ao lado de Ninkmi no almoço, juntamente com alguns garotos. Meu plano estava dando certo. A nossa mesa era a única lotada, e havia pessoas de pé ao nosso redor. Fiz algumas e organizei uma pequena brincadeira entre os que ali estavam.

Quando fomos para a sala, Ninkmi, Aya e Luacid também foram para a minha. Sentei uma carteira na frente de Ninkmi, onde o professor e os alunos sempre olhariam para mim, já que, com certeza, eles não conseguiriam tirar os olhos da garota. “Peitos fartos chamam a atenção, todos sabem disso...”

Prestei atenção no discurso inicial de nossa coordenadora, e vi que ela era alguém realmente triste. O garoto que falou com ela era doido, ou corajoso até demais. “Ótimo”.
avatar
yuliafma

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Haskel Hanko em Sex Abr 15, 2016 3:06 pm

[Off game: eu respondi as duas de cima antes do hiato da mesa ainda no rrpg.]

Olhando para a coordenadora Funa Kridz, eu passo uma das minhas mãos no meu longo cabelo, o sorriso cínico no meu rosto era algo que não duraria muito tempo. Seguro com força o pingente com as iniciais minhas e de antiga companheira Panya. Repetiu o lema de sua família nobre em sua mente apenas para tentar o dar coragem porem falhando miseravelmente.

"eu preciso de continuar na ECG para garantir minha segurança e continuar meus estudos ... Coragem Haskel....  O fogo brade na minha espada... Assim como em meu coração..  O fogo brade na minha espada... Assim como em meu coração....  "

Somente isso vinha na mente dele quando começava a perceber a burrada que tinha feito, apesar de seus comportamentos sempre nobres de origem nortenha me curvar eu não iria... O panico toma conta dele bem em partes, esperando para levar um soco na face, ele fala o nome dele em um tom um pouco baixo para a coordenadora Funa Kridz.

— Me chamo Haskel Hanko.. Coordenadora  Kridz.    

Não era tão corajoso quanto achava que realmente era, envergando levemente o seu corpo para frente em uma demostração de respeito e logo se volta para a sua postura padrão. Com o seu rosto um tanto quanto fino, traços femininos em seu rosto, além de seu cabelo negro longo com os seus olhos negros como o horizonte durante uma noite limpa e os seus 1m 77 cm de altura que não era muito para os seus 18 anos de idade.

[Off game: A rolagem de antes do hiato deu o resultado que o haskel não conseguiu manter a postura e ficou com medo e desculpa pela ação curta que é devido aos roles de antes.]
avatar
Haskel Hanko

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/03/2016
Idade : 96
Localização : Inferno

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por leonirisos em Sex Abr 15, 2016 4:34 pm

Kridz observou atônita Haskel por alguns segundos, enquanto o garoto se lembrava dos motivos que o levaram até ali. Imediatamente, após ouvir a resposta do garoto, sua feição foi, lentamente, transformando-se em algo sorridente e nefasto. Szon, Yulia e alguns outros alunos na sala perceberam que Kridz, claramente, estava contente por ter humilhado o garoto. Logo depois, uma gargalhada rompeu da garganta da coordenadora.

- HAHAHAHAAHAHAHAHAHAHAHHAH. Kridz ficou alguns segundos rindo sozinha. A sala entrou em um momento de pura tensão, alguns riram, outros ficaram paralisados, sem saber como reagir, enquanto isso, alguns rostos demonstraram ingratidão por ver Kridz abusando de seu poder e posição. Haskel ainda se sentia ameaçado, não apenas pela postura e personalidade de Kridz, mas, também, por tudo que ele podia perder ali.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Haskel Hanko em Sex Abr 15, 2016 5:04 pm

Haskel Hanko fecha os seus olhos, com toda a sua concentração que ele tinha desde criança ele logo virava o rosto para ela e continuava com uma expressão um tanto quanto nobre, logo olhando para o rosto dela ele falava com um tom suave e meio rouco como era de sempre.

— Pedir desculpas por um erro cometido não é uma humilhação, Senhora Kridz... Humilhação é saber que fez uma ação errada e continuar na ignorância.. Perdão.    

Haskel Hanko falava enquanto desenvergava levemente o corpo, mostrando levemente as cicatrizes de cortes e perfurações em seu ombro e em seus braço, mantendo-se olhando para os olhos dela. Pensava em como essa pessoa era antes de chegar a este ponto, mesmo generalizando os criminosos com os infiltradores somente faz o lembrar o quanto ele odeia essa corja de criminosos mantendo sua opinião de que são todos farinha do mesmo saco. Ja em momento nenhum olhando para os colegas de classe, havia aprendido a demostrar nobreza e confiança em seus atos. Acima de tudo demostrava não ser um covarde e esconder suas opiniões.
De certa forma um tanto quanto com medo de oque iria acontecer o leite ja havia sido derramado então oque restou para ele foi pedir desculpas e dar o seu exemplo de educação e nobreza apesar de esconder suas verdadeiras intenções em meio a isso tudo.
avatar
Haskel Hanko

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/03/2016
Idade : 96
Localização : Inferno

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por yuliafma em Sex Abr 15, 2016 8:25 pm

Estúpido, com certeza, apenas estúpido. sussurrei.

"O garoto de nome Haskel provavelmente não sabe como as coisas funcionam por aqui... Mas ele vai aprender... Vai. Talvez se eu ajudá-lo um pouquinho... Não. Ele não merece... Deixe-o aí mesmo Yulia, deixe-o junto com essa cara de gente importante, no final das contas, ele vai morrer também, garota. Sim...

Observei ao redor, buscando observar os que estavam se divertindo com a situação toda. Os que apreciam e se alegram na perversidade são os melhores aliados, todos sabem disso.
avatar
yuliafma

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Szon Mudryr em Sex Abr 15, 2016 8:58 pm

Szon apenas ficava quieto em seu canto enquanto observava a cena e fazia uma breve comparação e se perguntando quem era pior Zunzi ou ela. Após sua estranha risada estava quase certo de que talvez ela fosse pior do que ele, mas estava convicto de que ela não ficaria entre seu objetivo.

" Quando iremos logo para os finalmente " pensava enquanto se ajeitando em sua cadeira tentanva ignorar o que estava acontecendo.
avatar
Szon Mudryr

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen, central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por leonirisos em Sex Abr 15, 2016 9:50 pm

- Bem, garoto, aqui não temos espaços para erros. Você deveria saber disso. disse Kridz, enquanto virava as costas para o garoto e voltava para a mesa em que estava. Deu uma mordida na maçã e, mais uma vez, lembrou-se de algo importante a dizer, e voltou:

- Como ia dizendo, já que acredito que ninguém queria me encher o saco, os senhores terão duas modalidades de aula: A primeira, voltada para os conhecimentos gerais, dividida em três partes (Humanas, exatas e biológicas), será conhecida como Gerais; A segunda, voltada para os desenvolvimentos pessoais de cada um de vocês, será conhecidas como desenvolvimentos. Vocês terão três professores de Gerais, cada um responsável por uma parte específica do conhecimento, quero que conheçam senhor Huhz Gail, a senhorita Mila Fainz e o senhor Ion Jugni.

Após ela terminar a frase, os três entraram em fila indiana.







Huhz trazia consigo um pequeno livro em suas mãos, provavelmente alguns contos, ou mesmo poemas. Mila carregava um livro desnecessariamente grande, aberto. Ela não parava de dar pequenas olhadelas para o livro, como se fosse possível realmente aprender algo naquela situação. Ion estava com uma cara de sono, um copo de café grande estava em sua mão, o cheiro de cigarro caro também o acompanhava. Suas roupas estavam amassadas.

- Devido ao tempo perdido, vamos ao que interessa. O horário dos senhores será dividido em quatro nesse primeiro ano: Matutino, Vespertino, Noturno e Descanso. Vocês não são obrigados a comparecer em todas as aulas, não saberão suas notas e serão observados a cada segundo. As aulas com os professores de Gerais vão de segunda a sábado, deixando apenas o domingo livre. É lógico que vocês podem fazer o que bem entenderem, mas eu digo que é melhor se dedicarem às tarefas e trabalhos. O horário dos senhores funcionará da seguinte forma. então Kridz pegou um giz e começou a fazer um esquema no quadro.



E voltou a falar. - Você também devem escolher uma das opções a seguir: I - Treinar três perícias a sua escolha, utilizando todos os períodos noturnos durante a semana; ou II - Treinar três perícias a sua escolham, utilizando todo o domingo e mais três períodos noturnos, sendo eles maleáveis conforme sua necessidade. Vejam que é possível treinar qualquer coisa que você desejar. Você apenas escolhe o que quer treinar e nós arranjamos um professor, entendido? Então Kridz pegou alguns papeis em sua gaveta e entregou aos professores, que entregaram aos alunos.

Nome:
Perícia 1:
Perícia 2:
Perícia 3:

Treinamento noturno [   ]  Treinamento aos domingos e noturno [   ]


- Vamos pessoal, não temos todo o tempo do mundo. Disse Kridz, logo após todos receberem a folha. O aluno nº13 perguntou logo em seguida:

- Mas professora... O que é pra fazer nesses dois quadrados aqui embaixo?

Kridz, rispidamente, olhando com muita raiva para o aluno, respondeu: - O que você acha?... E eu sou sua COR-DE-NA-DO-RA. C-O-R-D-E-N-A-D-O-R-A.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Szon Mudryr em Sab Abr 16, 2016 9:54 am

Szon ouvia atentamente o que Kridz dizia enquanto continuava a se perguntar como seria sua experiência na E.C.G, principalmente com a Kridz como coordenadora. Após o fim da fala de Kridz observava a entrada dos professores. Por estar na frente colocava a mão frente o rosto tossindo um pouco baixo por causa do cheiro de cigarro importado.
Enquanto Kdriz desenhava ao quadrado, Szon analisava seus futuros professores. Huhz parecia alguém interessante, mas o seu livro apenas o fazia pensar; " Acho que já sei quem devo procurar caso precise de ajuda para aprender a me enturmar ". Ion, não lhe chama muito atenção, mas ao bater o olhar em Mila podia se identificar na hora e apesar de poder estar enganada era  essa impressão que ela o passava enquanto tentava ler o seu livro meio aquela apresentação.
Ao receber o papel respondia;
" Nome: Szon Murdryr
Perícia 1: Estudo da Alquimia
Perícia 2: Estudo da Medicina
Perícia 3: Treinamento de Combate

Treinamento noturno [   ]  Treinamento aos domingos e noturno [X]"
Por alguns segundos Szon quase teve dúvida sobre o que escolher, mas ao se lembrava do por que estava ali rapidamente escolheu as áreas de seu interesse. Novamente ouvia o mau humor de Kridz e não via a hora de poder sair de cena ou que ela saísse.
avatar
Szon Mudryr

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen, central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Haskel Hanko em Sab Abr 16, 2016 12:46 pm

Logo apos Kridz falar bobagens para ele, Haskel logo se sentava novamente, apos os professores entrarem ele apenas faz uma leve reverência com a cabeça, apos os berros da Kridz pegou o papel por pouco tempo pegou uma caneta e começou a escrever com a sua Caligrafia ensinada por ser nobre [ Caligrafia bonita é pleonasmo pois caligrafia ja é letra bonita ] enquanto escrevia ele olhava de canto de olho para kridz.

Papeis da Kridz:
Nome: Haskel Hanko VI
Perícia 1: Estudo de Alquimia, nas áreas de fogo e água.
Perícia 2: Luta armada com armas brancas.
Perícia 3: Caça.

Treinamento noturno [ X ]  Treinamento aos domingos e noturno [   ]

— Aqui.. Funa Kridz..

Haskel fala em poucas palavras sempre olhando nos olhos da Kridz, com o seu olhar congelado de sempre, porem havia uma diferença agora ele demostrava um leve sorriso enquanto tentava a acalmar. Ficando de pé na frente dela com o papel estendido para ela, ele olha a mesma de cima a baixo em um tom um tanto quanto nobre, fala para os professores que estavam ao lado em um tom calmo e nobre.

— Olá senhor Huhz Gail, senhorita Mali Fainz e senhor Ion Jugni. Sera um ano letivo espetacular com a instrução de vocês..  

Ele fala em um tom calmo, tentando não atrapalhar a senhorita Mali Fainz, tentando ser o mais nobre possível devido aos seus costumes de respeitar os mais velhos. Ele fala com a sua voz rouca, fazendo uma leve reverência para eles.

" Seu tolo... ja é tarde para concertar... Haskel seu babaca...  "





Última edição por Haskel Hanko em Dom Abr 17, 2016 1:45 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Haskel Hanko

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/03/2016
Idade : 96
Localização : Inferno

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por yuliafma em Sab Abr 16, 2016 8:47 pm

Bem, dos três professores, o que mais me interessou foi Ion, sem sombra de dúvidas. O velhote provavelmente já tem tudo o que precisa e apenas se preocupa em passar conhecimento ou segue alguma filosofia do tipo. A mulher está ocupada demais, lendo, estudando e escrevendo, sem sombra de dúvidas. Mas Ion... Além de muito charmoso, excêntrico e... Egoísta, ele renderia algumas horas de conversa interessantes... E... Outros privilégios. De qualquer forma, me aproximaria dos três, dos melhores alunos nas matérias deles e alguns presentes, conversas longas concordando com tudo o que eles falam e... Vualá. Caso contrário, Yulia, o sangue deles vai dar uma volta pelo chão.

Peguei a folha e respondi, calmamente:

Nome: Yulia Guanz
Perícia 1: Charme
Perícia 2: Manipulação de Venenos
Perícia 3: Luta corporal

Treinamento noturno [ x ] Treinamento aos domingos e noturno [ ]

Dobrei o papel ao meio e fiz questão de devolver nas mãos de Ion, após chamá-lo pelo nome. Dei um sorriso tímido quando entreguei o papel em suas mãos, enquanto arrumava meu cabelo atrás da orelha.
avatar
yuliafma

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por leonirisos em Seg Abr 18, 2016 9:22 am

Os professores e Kridz recolheram os papeis depois de alguns minutos e várias reclamações da coordenadora sobre a lentidão dos alunos da sala. Quando Haskel cumprimentou os professores, Huhz Gail respondeu-lhe com um sincero sorriso, Mila Fainz olhou rapidamente para o garoto e deu um sorriso claramente forçado e Ion Jungi tardou a perceber que era com ele que o garoto também falava, mas, quando percebeu, apenas olhou nos olhos do garoto.

Spoiler:
Detalhe: de onde vcs tiraram as canetas?
Os únicos barulhos na sala eram dos papeis e canetas sendo movidas, entregues e sendo recolocadas nas mesas. Uma ordem com certeza invejável. Os alunos pouco falavam e, ainda assim, o silêncio reinava sobre a sala 2 do primeiro andar. Funa deu a última mordida na maçã, jogou o fruto no lixo a uma distância relativamente grande, e voltou a dizer:

- Nessa semana os senhores estarão livres das aulas, mas terão uma missão. Uma ou mais, para dizer a verdade. Ela então abriu sua gaveta e procurou uma folha, logo em seguida, tornou a orientar os alunos. - Nós separamos vocês em alguns grupos (todos eles especificados aqui no papel), e as missões podem variar de cuidar do gatinho de uma madame solitária a receber um cargo oficial dentro da polícia por uma semana - que será quando voltaremos com nossas atividades. Enquanto estiverem nessa semana de missões, estaremos organizando e selecionando os professores para melhor atendê-los. Sem mais delongas, estarei chamando os alunos pelos grupos. Quando você for chamado, fique de pé para que os membros de seu grupo possam identificá-lo. E, depois, sentem-se. Então, ela começou a dizer, em um tom mais elevado.


Grupo 1

Luacid  Luz
Brandon Heat
Lebaz Scnir
Erick Willians

Grupo 2

Athlos Balder
Samuel Thomas Wilson
Thomas Wardstone
Uriel Mülm

Grupo 3

Szon Mudryr
Haskel Hanko
Yulia Guanz

Grupo 4

Shiroyama Kageki
Mie Dinasnty
Merrili Strehlow
Zorana Wand

Grupo 5

Ninkmi Flienz
Ayst Blade
Ichabod Tolkien
Larry Stone

Grupo 6

Mi'Nulië
Benjamin Lunar
Peter Lawson
Ellen Schellenberg

Grupo 7

Randee Klumpar
Alessa Muv
Zachary Miller

Grupo 8

Aya Menshikov Nikovich
Cora Silz
Yuu Mi
Flavia Adourian


A curiosidade de quem descobrira seus aliados temporários refletia e emanava do olhar de cada um dos novatos ali na sala. Quando ficavam de pé, alguns sorriam para seus companheiros, outros tinham o tom da pele modificado para algo mais rubro, enquanto alguns agiam indiferentemente. Quando terminou de dizer os grupos, Kridz disse:

- Agora que sabem seus grupos, organizem-se entre si e escolham um entre vocês para ser o líder do grupo. Após feito isso, o líder do grupo deve vir conversar comigo. Os alunos começaram a se levantar, pouco a pouco. Cada grupo organizou-se de sua maneira. Um grupo ficou de pé no fundo da sala enquanto outro juntava as cadeiras no centro.


Última edição por leonirisos em Seg Abr 18, 2016 10:56 am, editado 1 vez(es)
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por yuliafma em Seg Abr 18, 2016 9:35 am

Ótimo, ECG já ajudando a aumentar minha influência, e... Deixando me aproximar de um ou outro rapaz. Ou garota, quem sabe. Apesar de que... Existem poucas candidatas aqui. Não importa. Não mesmo.

"Grupo 3... Interessante. Szon...? Reservado demais. Talvez focado demais... Acredito que vai ser fácil levá-lo aos meus caminhos... Ah não. o tagarela não... Se bem que... Se ele chamar a atenção negativamente de todos, será muito fácil conseguir bons olhares ao lado dele... Se ele continuar agindo dessa maneira, pelo menos sei quem vai gostar das minhas reações às idiotices que ele diz... Será que ele é sempre assim? Tão... ‘Sou do norte’? Será que a família dele é rica e poderosa, como ele demonstra ser... Ou será que são uns bandos de bostinhas? Aposto que algum tio dele deve ficar bêbado o tempo todo e não para de transar com putas."

Quando chegou minha vez de ficar de pé, levantei-me da melhor maneira possível. Sorri para todos e acenei positivamente para Kridz, e, depois, para os professores. Fazer com que todos saberem meu nome e quem eu sou é essencial. Não... Yulia, é necessário... Todos sabem...

"Shiroyama Kageki e Ninkmi Flienz... Vamos precisar desses nomes, mais tarde, Yulia... O garoto não deve tirar o cu da cadeira... E a garota... Não deve tirar o cu de outros pintos..."

Quando os nomes e grupos terminaram de ser chamados, prontamente, chamei os garotos pelo nome completo, eles tem cara de gostar disso. Haskel primeiramente, já que estava imediatamente ao meu lado, - Haskel Hanko? Bem, trabalharemos juntos, pelo menos, é o que tudo indica. sorri para ele e disse: - Precisamos do Szon também, aquele garoto ali... na penúltima carteira. Como você prefere se juntar? e depois acenei para Szon, até conseguir a atenção dele, e dei um leve sorriso.
avatar
yuliafma

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Haskel Hanko em Seg Abr 18, 2016 1:10 pm

[Off game: Caneta? do cu é claro.. Brincadeiras a parte eu não sei.]

Haskel apenas retribui com um olhar de duvida para Funa Kridz enquanto ela se pronunciava ali a frente, olhando para a coordenadora e logo em seguida para os alunos ele começa a se lembrar dos seus dias calmos junto de sua.... Ele pensa em Panya por alguns segundos porem logo dava um leve sorriso, jogando o cabelo para o outro lado enquanto descruzava as pernas. Se virando para a Yulia que estava ja ao seu lado, ele continuava com um leve sorriso nobre porem logo parava com o tal sorriso e falava a olhando nos olhos como é um costume "irritante" deve.

— Yulia Guanz.. Prefiro que vocês escolham entre si quem será o representante do grupo, o garoto de cabelos castanhos e olhos azuis, veja isso com ele.

Falo demostrando minha concentração que tenho, em palavras curtas tiro as responsabilidades de minhas costas. Segurando o seu pingente de ouro com o simbolo do Sol e da Lua, que é preso com o meu pingente com as iniciais de P&H, tentando continuar com a sua postura um pouco mais ereta apesar de um sorriso para a Yulia. A olhando somente e diretamente nos olhos como ela ja devia ter notado que ele faz com todos, os seus lábios um pouco escuros, assim como os traços femininos de seu rosto.

" Esse cabelo diferente... Ficou falando com os outros meninos assim... lugar estranho.... de oque eu estou falando... Pelo menos ela tem um bom rosto.. Interessante. E essa Funa? que belo rostinho para ser talhado com uma faca...  curiosidade....  "    

Ele fica pensando consigo mesmo, um costume dele apesar de bem estranho sempre funcionou para o mesmo. Com a sua outra mão direita, alguns anéis de minérios do norte, alguns cortes no antebraço esquerdo dos combates antigos..
" Pingente entregue a ele feito por Panya, o simbolo não oficial de vosso compromisso. "
avatar
Haskel Hanko

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/03/2016
Idade : 96
Localização : Inferno

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Szon Mudryr em Seg Abr 18, 2016 2:23 pm

Como sempre atento Szon ouvia as instruções se decepcionando um pouco por saber que não haveria aula em sua primeira semana, mas despertou um certo interesse pelas missões principalmente pelas de cunho policia entretanto não iria criar nenhuma expectativa a final as coisas poderiam não sair como o planejado...

Quando a coordenadora Kridz começou a apresentar os grupos Szon começou a ficar nervoso, por alguns segundos havia esquecido que deveria executar a tarefa em grupo e ao chegar sua vez ele apenas se levantou dando uma rápida olhada a sua volta se perguntando quem integraria seu grupo em seguida se sentava novamente, mas ao ouvir o nome de Haskel ficava ainda mais nervoso e confuso ao perceber que seu grupo havia apenas 3 membros, mas essa sensação logo passava ao perceber que o grupo 7 também estava com apenas 3 membros. " Deve ser por causa do número de alunos, melhor dois trios do que uma dupla... eu acho "

Após o fim da apresentação dos grupos ficava meio perdido, mas ao ouvir chamar seu nome caminhava até perto de Yulia. " Certo, fica frio, você consegue... " dizia tentando superar sua timidez e até conseguindo, bem mais o menos.

—Olá! dizia meio nervoso. —Então... já discutiram alguma coisa? Como iremos nos organizar? falava agora sem jeito em pé próximo a eles com certa vergonha de tirar uma cadeira do lugar para que possa se sentar.
avatar
Szon Mudryr

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen, central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por leonirisos em Seg Abr 18, 2016 2:30 pm

Os sorrisos de Yulia, incrivelmente, acalmavam e contagiavam todos ao redor. Uma pessoa sorridente e confiante tem um grande potencial de contagiar as pessoas ao seu redor. E Yulia conseguia fazer isso sem muitos esforços. Haskel e Szon sentiam-se, de certa forma, seguros perto de Yulia. Yulia sentia-se motivada, conhecer novas pessoas era bom para ela.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por yuliafma em Seg Abr 18, 2016 2:41 pm

- Tudo bem Haskel Hanko. Eu prefiro ficar com a liderança, caso Szon não se importe. Disse para Haskel.

Assim que Szon chegou perto e indagou o que faríamos, prontamente respondi: - Haskel Hanko não se importa de ser o líder do grupo e, se você fizer o mesmo, teria o prazer de representar-nos.

Agora, após estarmos mais juntos e olhando diratemente sem a preocupação de nos taxarmos como loucos, pude perceber as jóias que Haskel caregava... Aquele colar me parecia algo precioso. Não é comum se encontrar uma peça tão detalhada e trabalhada asism... Talvez ele seja, realmente, um cara rico. Com certeza, um cara rico. E esse Szon... Acho que vou ter mais trabalho do que deveria com ele.
avatar
yuliafma

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Szon Mudryr em Seg Abr 18, 2016 3:04 pm

Era estranho, mas estar perto de Yulia era como estar perto de seu mentor. Tinha uma certa resistência quanto a garota na liderança do grupo, mas seria apenas por uma semana então acreditava que não faria diferença mesmo que não soubesse qual seria a função do líder.

—Tudo bem, mas ainda sim preciso saber de uma coisa. Qual será a função do líder do grupo? Dizia um pouco relaxado e com uma certa curiosidade sobre o assunto.
avatar
Szon Mudryr

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen, central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Haskel Hanko em Seg Abr 18, 2016 3:14 pm

Haskel suspirava enquanto logo fechava os olhos, dava uma leve risada pois sabia o inferno que era liderar desde adolescente viu seu pai liderar a casa com punhos de ferro, ele se espreguiça na cadeira educadamente e logo fala com sua voz suave e calma.

— Por que você quer ser a líder? Yulia.

Ele fala enquanto olha diretamente nos olhos dela como sempre, ainda segurando o pingente ele abre os olhos e começa a observar o rosto dela queria conhecer mais as opiniões dela pois acha importante com uma líder.... ou somente botar medo ou nervoso nos seus coleguinhas.
avatar
Haskel Hanko

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/03/2016
Idade : 96
Localização : Inferno

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por yuliafma em Seg Abr 18, 2016 3:18 pm

- Bem, eu não sei qual seria minha função. Mas não me importo sobre ser a líder... Na verdade, prefiro assim. Fiz uma pequena pausa, e voltei - Eu meio que... Gosto de organizar as coisas... E ajudar... Não que eu seja uma espécie de sacerdotisa que cedeu a vida em favor dos outros... mas gosto de ouvir um muito obrigado... Eu imagino que ser líder do grupo aqui da ECG, mesmo que seja por uma semana, deve ser algo realmente complicado... Mas estou disposta a lidar com isso. Dessa vez não sorri, sabia que estávamos falando de algo complicado.
avatar
yuliafma

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Haskel Hanko em Seg Abr 18, 2016 3:31 pm

— Muito nobre da sua parte, eu não tenho nada contra. Já é um pequeno problema não poder passar mais tempo com a doçura de pessoa que é coordenadora.

Ele faa dando uma leve risadinha, claramente fazendo uma piada... certo Haskel? Ele da mais uma leve risada, logo ele parecendo um pouco mais ativo começava a fitar o próprio cabelo.



Última edição por Haskel Hanko em Seg Abr 18, 2016 3:43 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Haskel Hanko

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/03/2016
Idade : 96
Localização : Inferno

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Szon Mudryr em Seg Abr 18, 2016 3:41 pm

— Sem querer ser chato ou rude. Concordo com nosso amigo Haskel quando ele diz que é uma atitude nobre de sua parte, mas preciso saber de apenas mais algumas coisas para me sentir a vontade. Possuí alguma experiência com liderança e como pretende nos liderar caso necessário? Falava tentando não parecer rude, mas sua falta de aptidão para socializar não o ajudava muito.
avatar
Szon Mudryr

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen, central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Haskel Hanko em Seg Abr 18, 2016 3:45 pm

— Se formos contar por experiência..... eu seria a pessoa mais adequada.. porem eu não sei a origem de vocês então prefiro deixar para vocês.. Sem querer ser rude. Mas foi como eu disse esta na mão de vocês.

Ele fala enquanto continua fitando o próprio cabelo.
avatar
Haskel Hanko

Mensagens : 42
Data de inscrição : 16/03/2016
Idade : 96
Localização : Inferno

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Szon Mudryr em Seg Abr 18, 2016 3:52 pm

— Você possui a experiência e ela a vontade de ajudar... bem então que tal nosso líder ser apenas alguém representativo? A decisão pode ser tomada entre a gente. O que acham? Perguntava um pouco animado com a ideia acreditando ter achado a solução. Talvez não tivesse muito para colaborar, mas se juntasse a vontade de ajudar de Yulia com a experiência de Haskel era certo de que poderiam fazer um bom trabalho.
avatar
Szon Mudryr

Mensagens : 44
Data de inscrição : 14/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen, central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 1 - Finalmente.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 4 1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum