Capítulo 2 - Novos caminhos

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Qui Abr 21, 2016 7:28 pm

"Queria fazer sua própria história. Quer ter sua própria marca. Foram os 2 anos mais felizes que Oliver passou, agora, ele está pronto e decidido que está na hora de ir para o ECG."

A vontade e decisão do jovem filho das estrelas eram imensas. Só não foram suficientes para fazer com que a vontade dos "peixes grandes" olhassem com bons olhos para o garoto. A carta enviada pelos pais do garoto, que continha as informações e dados que pudessem convencer a instituição de chamar o garoto, não recebeu resposta até o prazo. Mas ainda estava tudo bem. Ele ainda estava com 17 anos, teria mais uma chance.

(...)

Faltava pouco tempo para o fim do ano, pouco tempo também para o começo das aulas na ECG - aulas que não teriam o nome de Oliver na lista de chamada, aulas que Oliver não assistiria. O fim de ano era algo extremamente bom e importante para todos no continente, principalmente para os religiosos. O início das aulas na ECG também era algo bom e importante, somente para os que receberam a tão famosa carta que trazia as palavras mágicas que todos queriam ler: "Aprovado".

(...)

31/12/1932

A dor da rejeição ainda ardia e rendia longas horas de tristeza para o jovem garoto, mas ele ainda tinha obrigações. O primeiro dia do ano carregou consigo, por décadas, uma espécie de ritual em forma de festa que dizia, pelos participantes das festas, duas coisas: Obrigado, e nos protejam.

A frase, sempre dita por religiosos "Que os deuses protejam nossos caminhos", seguida do toque com os três maiores dedos da mão direta no lábio inferior, quando realizado por pessoas menores na escala religiosa, ou um toque com o polegar no mesmo lábio, quando realizado pelos "maiores", era realizado incontáveis vezes. Todos riam, felicitavam-se e consumiam grandes doses de esperança através da respiração. Quase todos, na verdade. Nem todos estavam dominados pelos bons pensamentos e ideias.

De qualquer forma, Oliver tinha compromissos no templo principal da cidade. Deveria ajudar a organizar caixas, limpar, ajudar na cozinha, organizar as mesas e a decoração. De tudo um pouco, mas não estava sozinho. Quando lá chegou, encontrou vários outros que também frequentavam o templo, preparando a festa.

Foi um dia cansativo, regado a suor e dores musculares. Como de costume, no final da tarde quase tudo estava pronto e as pessoas estavam chegando. Pouco a pouco, começavam a se acomodar nas cadeiras e mesas organizadas na praça que ficava do outro lado do templo. A praça tinha formato hexagonal, com duas estátuas em cada ponta, elas representavam os deuses.

Oliver terminou seus afazeres pouco depois de as pessoas começarem a chegar, tomou seu banho ali mesmo no templo, em uma área que tinha acesso e vestiu-se com roupas próprias para a ocasião: Um roupão branco, com manchas cinzas, trocou as pinturas faciais, que, geralmente, eram pretas e azuis, para brancas e cinzas.

Quando estava se direcionando para a praça, um dos Citornis mais antigos do templo, que estava saindo do templo e fechando a porta principal, chamou o garoto.


- Oliver! Venha cá... Precisava falar com você. disse o homem que estava preste a se tornar, de fato, um senhor.


Última edição por leonirisos em Sex Abr 22, 2016 10:40 pm, editado 1 vez(es)
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Qui Abr 21, 2016 7:59 pm

Oliver estava totalmente disperso. As perguntas em sua mente ecoavam numa intensidade e frequência tal que parecia estar criando algum tipo de looping em sua mente. Ele sabia que precisava se distrair. "Uma mente ociosa não trazia nada de bom." Já diziam seus pais.

Ao chegar no templo, ele já conseguia se sentir um pouco melhor. A aura daquele lugar era como se os deuses estivessem ali aprovando tudo o que faziam. Por mais triste que fosse sua situação, ele tinha em mente que seu destino não seria abandonado desta maneira. Ele era filho de Kamba e os deuses uma hora irão olhar ao seu favor.

Oliver cumpriu suas tarefas dando o melhor de si. A interação de seu povo no templo o consolava e o dava forças. Oliver amava seu templo. E amava seu povo. Eram eles que sempre estiveram com ele. Indireta ou diretamente, fizeram parte de sua vida e além disso, eram todos filhos das estrelas. Sabia que mesmo demorando, as bençãos dos deuses iria alcançá-lo.

Após todo o esforço em organizar, limpar, mover e todas as outras ordens que Oliver obedeciar sem questionar, sua mente estava mais lúcida do que antes. Ao se vestir para a ocasião, depois de ter tomado um banho que de algum modo, renovou suas forças nos deuses, ele escuta uma voz o chamando:
- Oliver! Venha cá... Precisava falar com você.

Aquilo sim era uma situação incomum. Era um dos citornis mais antigos do templo. Oliver sabia que era fiel aos deuses, mas não o suficiente para um dos antigos falar com ele diretamente, quais poderiam ser suas intenções? Oliver não tinha ideia, mas de qualquer forma, ele se sentia honrado e então sem muito jeito responde:

Sim, meu senhor. No que eu poderia ser útil? O coração de Oliver palpitava. Estava numa situação completamente diferente a pouco tempo atrás. "Que os deuses me ajudem." Era seu único pensamento.
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Sex Abr 22, 2016 12:01 am

Uma escadaria separava os dois, Fw'Lo e Oliver. Oliver estava embaixo, Fw'Lo no último degrau. Talvez aquela fosse uma metáfora sobre o quanto cada um já havia progredido na vida, e, ainda assim, podiam se encontrar. Fw'Lo desceu vagarosamente as escadas, as vestes que estava usando não permitiam realizar movimentos exagerados, nem tão pouco a idade. Quando se aproximaram, Fw'Lo deixou-se desenhar em seu rosto um grande sorriso.

- Oliver... Né? Bem garoto, vou ser direto... O homem então colocou seu braço direito no ombro do garoto e começou a descer a escadaria, aos poucos. - Não sou eu que preciso de ajuda... Então ele fez uma pequena pausa. - Nem você, Oliver... Você sabe que, nesse dia especial, muitas pessoas se juntam para comemorar e agradecer aos deuses... Ou simplesmente para aproveitar o feriado e beber um pouco a mais... Mas, hoje, você fará algo de diferente, Oliver.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Sex Abr 22, 2016 7:57 am

Os passos lentos de Fw'Lo alimentavam o suspense dentro de Oliver. A cada escada descida parecia mais como uma adaga chegando cada vez mais próxima de seu coração, como um sentimento de pura ansiosidade. Mal pode reparar nas vestes que, certamente se fosse um dia comum, Oliver não deixaria de admirar. Era como se elas pudessem se aproximar ainda mais dos deuses.
Os dois se aproximaram e o sorriso do Antigo pode demonstrar que certamente não era uma coisa ruim e logo Fw'Lo ia dizendo:

- Oliver... Né? Bem garoto, vou ser direto... Então colocou um de seus braços no ombro de Oliver e voltou a descar a escadaria lentamente. Era como se Fw'Lo soubesse o que Oliver estava sentindo e queria se demorar em terminar o eterno suspense em seu coração.
Não sou eu que preciso de ajuda... Então ele fez uma pequena pausa.  - Nem você, Oliver... Você sabe que, nesse dia especial, muitas pessoas se juntam para comemorar e agradecer aos deuses... Ou simplesmente para aproveitar o feriado e beber um pouco a mais... Mas, hoje, você fará algo de diferente, Oliver. Ele mal terminou de falar, e as palavras ainda ecoavam na mente de Oliver. Oliver olhava fixamente para Fw'Lo, mas quando o mesmo terminou de falar, era como se ele ainda estivesse esperando ouvir algo, ou talvez tenha apenas perdido o caminho de volta a realidade. Os ecos acabaram alguns segundos depois e então se recompos e disse:

- Algo diferente? Desculpe, meu senhor, mas o que queres dizer com isso?
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Sex Abr 22, 2016 10:57 am

Fw'Lo sorriu novamente, como o ruim pescador que tem sua isca mordida pelo peixe. Não pela falta de sabedoria do peixe, mas porque é assim que deveria acontecer. - Você irá ajudar pessoas que realmente precisam verdadeiramente de ajuda... disse, mas, como se estivesse cometido um erro, justificou-se. - É verdade que todos, cada um em sua individualidade, precisa de um olhar especial... É por isso que as estrelas estão assim, Oliver. Fw'Lo parou, olhou para o céu, suspirou e fez um cafuné carinhoso na cabeça de Oliver. - Muitos acreditam que as estrelas estão no céu para... Para que sejam uma obra de arte perfeita que podemos ver todas as noites... Mas não, não é esse o objetivo delas. Elas estão assim, no céu, porque é lá que elas vivem. O céu, de noite, é tão grande, repleto de tantas estrelas, para que uma delas, e pelo menos uma delas, em um momento de sorte extrema, possa nos observar, e, assim, nos ajudar. Muito além de um ótimo vislumbre, muito além de pequenos pontos no céu. Elas são deuses também, Oliver. Deuses menores, filhos e filhas dos doze deuses que conhecemos. São deuses que não conhecemos. São seres que vemos um dia ou outro e nunca mais temos contato. Não conhecemos os nome deles, tão pouco o que gostam de fazer numa sexta-feira de noite, quando é hora de descansar e abraçar os filhos, Oliver. Deuses que estão tão distantes. Mas, ainda assim, deuses que nos ajudam, nos protegem e iluminam nossos caminhos, mesmo que não tenham obrigação, quando a luz do sol, o que nos dá a segurança e proteção do dia, não está nos cercando. Bem, e nós, Oliver, filhos das estrelas,recebemos a ajuda delas antes de tudo. Eu sei que você acredita nisso, que os deuses conhecem os caminhos, mas é uma história longa, você terá oportunidade de conhecer a história completa. Mas, o que eu quero dizer é que, você já recebeu a ajuda, garoto. Você deve se orgulhar de quem é e como se tornou o que é. É a hora de você ser uma estrela para alguém garoto. Não somente um filho da estrela, mas uma estrela, Oliver. Você deve trazer um pouco de luz para alguém que não vê o sol há muito.... Fw'Lo deixou a surpresa tomar conta de seu rosto. É... Eu não consegui ser direto. Me desculpe. Eu sei que as coisas não estão fáceis para você garoto, mas você irá ver que não é só isso que importa. Quero que você vá nesse local aqui... Quando você chegar lá, saberá o que fazer. Ele então pegou um pequeno pedaço de papel e entregou-o nas mãos de Oliver.

Setor Norte, Rua 6, 1824


Assim que leu o que estava escrito no papel, Oliver lembrou-se de que se tratava do hospital que ficava no centro e era onde os casos mais graves eram tratados.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Sex Abr 22, 2016 11:10 am

" É a hora de você ser uma estrela para alguém garoto. Não somente um filho da estrela, mas uma estrela, Oliver. Você deve trazer um pouco de luz para alguém que não vê o sol há muito...." Aquelas palavras permaneceram em minha mente como muita das vezes permanecem as músicas cantadas para os deuses. As palavras do antigo vieram como uma suave brisa, que ao se deparar com um rosto, faz um afago em seu rosto. Ao mesmo tempo, fazia com que a auto confiança de Oliver aumentasse. Nada mais nada menos do que se esperar de um dos Citornis mais antigos do templo.

Spolier:
Vou mudar a cor das minhas letras pra laranja pra combinar com minha imagem, ahudah.


- Setor Norter, Rua 6, 1824. Disse em voz alta enquanto estalava os dedos, apenas para confirmar o óbvio.

"É o hospital da cidade... Um dos mais importantes, na verdade. Meu destino mudará aqui? Somente aceitando saberei..."  

Finalmente, após pensar consigo, aceito meu destino. Fw'Lo era como uma extensão dos deuses, e basicamente, o que ele falava, era a vontade dos deuses. Em sinal de respeito, despeço-me  do Antigo como tradicionalmente fazem os filhos das estrelas e digo:
- Eu não entendo ainda, meu senhor, mas tenho certeza que os deuses estão olhando para mim. Cumprirei com o meu destino e que os deuses protejam o meu caminho! Serei a estrela para quem precisa. Serei a luz nas trevas de outro. Não o desapontarei.
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Prévia

Mensagem por leonirisos em Sex Abr 22, 2016 8:15 pm

— Oliver, você não precisa se preocupar comigo nem com meu agrado, preocupe-se com os deuses. São eles que te conhecem e te observam... Eu sou apenas um... Homem. Um simples e complicado homem. Que os deuses protejam o seu caminho. Disse Fw'Lo, enquanto Oliver virava-se.
Alguns passos depois, o homem voltou a dizer: — Oliver, você sabe que eu sou um dos mais antigos aqui no templo, certo? Mas existem homens até vinte anos mais velhos do que eu aqui... Já havia pensado sobre isso?
— O que o senhor quer dizer com isso? Aquilo mais pareceu como um enigma do que apenas uma informação extra. Oliver permaneceu confuso, mas logo se deu em conta de que não saberia quando ele deveria se dirigir ao hospital e então quase sem intervalo de tempo, logo pronunciou mais uma pergunta: —Quando devo me dirigir ao hospital?
— Quero dizer que, geralmente são os mais velhos os mais antigos no templo... Mas eu não sou o mais velho daqui, nem tão pouco serei em breve. Entende?
— Entendo, senhor. Mas claramente enxergo os deuses usando-o. E é uma honra! Mas e quanto ao hospital? Eu deveria me dirigir imediatamente para lá?
— Calma, Oliver. Uma coisa de cada vez. Daqui a pouco falamos sobre o hospital. Os deuses estão me usando, como você mesmo diz, então preste atenção no que eu falo. Não diria nada que não fosse te ajudar. O que eu quero dizer, garoto, é que a maioria das pessoas vem para os templos, morar aqui e se dedicar aos deuses com vinte anos ou mais, na maior parte dos casos... Mas como não foi assim, como você deve imaginar agora.
Oliver ouvia as palavras de Fw'Lo com uma atenção admirável. —Eu entendo, meu senhor. Seja como for, estarei sujeito a vontade dos deuses. Serei a estrela de quem necessita. Oliver dizia enquanto estalava os dedos. A feição de Oliver demonstrava a clara felicidade que estava sentindo, não apenas por estar estalando os dedos, porém por sua vida estar sendo usada a favor dos deuses.
— Bem, você não me parece curioso ao que quero lhe dizer. Futuramente falaremos disso. É melhor você ir para o hospital agora mesmo.
— Futuramente? Desapontou-se. Oliver achou que estava exatamente no ponto certo que Fw'Lo queria, mas resolveu não questionar. Após cumprir sua missão no hospital com certeza saberia mais a respeito. — Bom, então eu irei. Espero que essa conversa não demore! Que os espíritos protejam o seu caminho, Senhor Fw'Lo. Oliver então parte imediatamente para o local ordenado para cumprir a vontade dos deuses. Seu entusiasmo era tanto que mal podia conter em seu rosto. "Os deuses sorriem para mim, e não irei desapontá-los."
— Que os deuses protejam seu caminho. Disse o velho, quando Oliver se distanciava.

(...)

As ruas estavam movimentadas, muito mais do que em qualquer dia do ano, é comum que muitos viagem para Tracen nessa data específica, deixando a cidade muito mais viva do que nunca. Crianças brincando nas ruas, fogos aos céus, músicas e casas com várias luzes, representando as estrelas divinas, eram vistas por Oliver. Um homem, vestindo roupas pretas e que carregava uma sacola em suas mãos dobrou a esquina, vinha correndo e ofegava muito. Provavelmente atrasado para algum compromisso, ou para preparar o jantar.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Dom Abr 24, 2016 4:40 pm

A movimentação humana comovia Oliver em seu íntimo. Ele via a mão dos deuses em cada um que passava por ele. Porém, um homem vestindo preto foi o que roubou sua atenção. Oliver olhava de um lugar para o outro procurando a origem de talvez uma possível fuga deste ser com outro, mas não achou ninguém. Ele carregava uma sacola em suas mãos, mas o que mais havia de misterioso nisto tudo, era o fato do homem estar correndo em direção ao próprio Oliver.

Resolveu manter-se imóvel até a chegada do homem até ele.


"Será este um enviado dos deuses?" Pensou consigo exibindo uma feição calma e em seu íntimo permanecia atento a qualquer ação suspeita tanto dele quanto ao seu redor."
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Seg Abr 25, 2016 11:51 am

O homem continuou correndo, estava a, aproximadamente, três metros de Oliver estava rápido e desviou levemente seu caminho, suficiente para não correr o risco de esbarrar no garoto.
[11:57] <Jezreel> "Foi quase tão rápido que quase não pude ver!" Pensou consigo com uma expressão de dúvida. - Ei, senhor! Está tudo bem? Eu posso ajudá-lo! Falou num tom sonoro o suficiente para que o homem misterioso escutasse.
[11:58] <Leo> O homem passou rapidamente por Oliver, não dando sinal nenhum de interação com o garoto.
[12:00] <Jezreel> Oliver olhou esperando algum tipo de sinal, mas nada havia acontecido. Resolveu então por imediato seguí-lo tão rápido quanto o homem poderia correr. Ele não sabia o que poderia estar acontecendo, mas seu bom senso o impedira de desistir daquele homem.
[12:07] <Leo> Oliver conseguiu seguir o homem por pouco mais de uma quadra, quando ele dobrou a esquina, pouco mais de 50 metros de distância do garoto. Oliver não conseguiria perseguir o homem em curtas distâncias, e também não fazia ideia onde a maratona terminaria.
[12:09] <Jezreel> Oliver olhava ao seu redor procurando algum meio para alcançá-lo sem ter que correr tanto. Algum tipo de corta de caminho ou algo que o fizesse de algum modo encontrar com aquele homem mais cedo ou mais tarde.
[12:11] <Leo> As quadras da capital eram bem definidas e estruturadas, a única forma de cortar caminho seria pular alguns muros, o que poderia demorar mais ainda e ser muito mais perigoso. Alguns carros e motos estavam estacionados na rua também, todos desocupados.
[12:16] <Jezreel> Oliver se via perdido. A única solução que passara em sua mente era de pegar emprestado por algumas horas uma moto que estava perto de si. "Será que os deuses aprovam minhas ações?" Indagou ele olhando fixamente a moto. Ele vai até a moto e diz em voz nem tão baixa: - Deuses. Eu sou filho de kamba e preciso saber se meu destino realmente está ligado a esse homem. Preciso de um sinal para saber se realmente devo continuar esta perseguição. Orou Oliver. Como fazia sempre quando estava em necessidade com a vontade dos deuses.
[12:18] <Leo> Oliver ficou alguns segundos em silêncio - durante esse tempo apenas a noite e os vira-latas estavam com ele, até que um garoto, vindo da mesma direção do homem, surgiu da esquina, correndo.
[12:30] <Jezreel> Oliver notou agora mais um correndo. "Agora um garoto? O que deve estar acontecendo por aqui?" Pensou com os olhos fixos no garoto. "Bom, vou tentar mais uma vez." - Ei, garoto! Por aqui, eu posso te ajudar! Os deuses me enviaram ao seu favor! Disse Oliver com um sorriso no rosto para de alguma forma tocar no coração do garoto. "Que os deuses atuem no coração deste aqui."
[12:36] <Leo> O garoto, que, agora mais perto de Oliver, demonstrando toda sua forma física (muito mais forte e rápido que Olver) perguntou, de longe: - Que?
[12:43] <Jezreel> - Finalmente! Oliver sorriu. - Isso mesmo, por aqui! Eu posso te ajudar. Falava enquanto procurava algum tipo de lugar para se esconder junto daquele outro ser da criação dos deuses. "Infelizmente, dessa vez se ele não parar, terei que fazê-lo parar. Se ele passar por mim e não parar de fato, colocarei meu pé na frente de seus pés para ele cair. Enquanto pensava, demonstrava uma feição triste e rapidamente voltava a si e se concentrava no alvo em movimento. Venha logo! Eu sou o emissário dos deuses. Dizia. Como se pela repetição, de algum modo o faria acreditar mais.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Ter Abr 26, 2016 11:37 am

O homem mal prestou atenção em Oliver, continuava correndo furiosamente, buscando algo que realmente desejava de volta.

- Você viu um homem correndo? Pra que lado ele foi? Perguntou o jovem alguns metros de Oliver.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Ter Abr 26, 2016 12:16 pm

Oliver exibia sua rotineira feição de tranquilidade com um sorriso estampado no rosto. - Um homem? Há muitos homens nesta cidade... mas acredito ter visto um que estava todo de preto com uma sacola na mão, é este quem você procura?   Falava enquanto se perguntava em que momento aquele jovem pararia de correr e o que o pequeno filho das estrelas faria ou falaria para ir junto nesta aventura que os deuses planejaram.
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Ter Abr 26, 2016 8:14 pm

Oliver sabia que, se o homem realmente corresse, como o anterior, não demoraria muito a não conseguir acompanhar o ritmo desse segundo. Havia algo no garoto que, de certa forma, irritava Oliver. Ele estava a 2 metros de distância do garoto, seu percurso já estava calculado para que não se aproximasse muito de Oliver. - Pra onde, porra?
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Ter Abr 26, 2016 8:58 pm

- Pra onde, porra? Oliver ouviu aquelas palavras com total vertigem e como prova, seu semblante calmo e sorridente logo se alterou para um de dúvida. Suas sobrancelhas se franziram e seus olhos se tornaram intensos, como se estivesse observando algo que nunca tinha visto antes, mesmo conhecendo há anos o que de fato estava vendo.   - Sabe, nós serem criados a partir da boa vontade dos deuses, deveríamos nos sentir agradecidos por todos os dias termos a oportunidade de nos aventurar e poder conhecer nosso destino. Acertamos, erramos, descobrimos. Mas o que tem de mais importante nisto tudo são os erros. Os deuses desconhecem o que é errar por experiência própria, eles nunca erraram. Somos nós, os homens que para de fato adquirirmos experiência, precisamos errar, para acertar. De forma direta ou indireta, nós erramos. E hoje, eu cometi mais um erro, o que me torna de fato um homem, mas eu louvo aos deuses, pois eles tem misericórdia da minha alma e me perdoam para que eu faça a vontade deles em uma outra oportunidade. Como eu disse, sou emissário dos deuses, sou o filho das estrelas, mas os deuses não querem nada contigo hoje, pequeno irritadiço. Devo trilhar meu destino em outro lugar e com outra pessoa. Percebo que você não tem interesse nos deuses e sendo assim, os deuses também perderam o interesse em você. A partir de hoje você anda sozinho, pequeno pó. Oliver dizia tudo aquilo de forma tranquila e com uma postura séria. Os deuses são o assunto preferido de Oliver e além disso, o mais sagrado possível. Isso nunca foi mistério para ninguém. Após dizer aquelas palavras Oliver se afasta do rapaz e pensa: "Deuses, sou Oliver, filho de Kamba. Eu aceito meu destino conforme está planejado. Retirei este homem de meu destino, pois assim senti que deveria ser feito. Peço que protejam meu caminho e me mostre por onde devo prosseguir. Estou sujeito a vontade de vocês."
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Qua Abr 27, 2016 6:25 am

O homem ouviu quatro ou cinco palavras saindo da boca de Oliver, como alguém que aguarda a resposta definitiva para o sentido da vida, mas, quando percebeu que dali sairia um sermão - algo extremamente desapropriado para o momento -, voltou a ignorar o garoto e continuou a correr, antes mesmo de Oliver chegar na metade de seu discurso, o garoto já havia dobrado a esquina, seguindo o mesmo caminho de seu alvo.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Qua Abr 27, 2016 6:30 am

Oliver o vê com um olhar triste, pois aquele não tem a proteção dos deuses, mas segue seu rumo. Olha pra alguma moto ou carro que seja possível ligar e para dar partida em seu destino.
Ao se deparar com um carro e uma moto depois de andar uma quadra, Oliver se vê totalmente perdido.          
"Achei que seria mais fácil!" Pensa enquanto coça a cabeça com uma expressão de desapontamento. Oliver olha para o papel com as instruções para o hospital em seguida olha para a moto. " Deuses, eu sou filho de Kamba, Oliver. Me vejo numa situação sem saída. Mas desta vez, não pedirei para que vocês me digam um caminho, agora peço apenas sua aprovação. Não sei dirigir essas coisas que estão aqui em minha frente, e agora os ecos da voz de Fw'Lo estão fortes em minha mente me avisando para ir ao hospital. Pois agora estou me dirigindo até lá. Acredito que aquela irritação foi não só para me tirar perto daquele homem, mas para esquecer tudo a respeito dele também. Então agora, irei para o hospital. Que os senhores protejam meu caminho." Ele orou com toda a sinceridade que existia em seu coração. Era muito confortante para Oliver ter alguém a quem recorrer. Após sua petição ter sido finalizada, ele lê mais uma vez o pequeno pedaço de papel com a localização do hospital e segue em direção ao mesmo. "Sem mais distrações." Pensava enquanto caminhava.
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Qua Abr 27, 2016 12:39 pm

[11:43] <Jezreel> Oliver o vê com um olhar triste, pois aquele não tem a proteção dos deuses, mas segue seu rumo. Olha pra alguma moto ou carro que seja possível ligar e para dar partida em seu destino.
[11:43] <Jezreel> Ao se deparar com um carro e uma moto depois de andar uma quadra, Oliver se vê totalmente perdido. "Achei que seria mais fácil!" Pensa enquanto coça a cabeça com uma expressão de desapontamento. Oliver olha para o papel com as instruções para o hospital em seguida olha para a moto. " Deuses, eu sou filho de Kamba, Oliver. Me vejo numa situação sem saída. Mas desta vez, não pedirei para que vocês me digam um caminho, agora peço apenas sua aprovação. Não sei dirigir essas coisas que estão aqui em minha frente, e agora os ecos da voz de Fw'Lo estão fortes em minha mente me avisando para ir ao hospital. Pois agora estou me dirigindo até lá. Acredito que aquela irritação foi não só para me tirar perto daquele homem, mas para esquecer tudo a respeito dele também. Então agora, irei para o hospital. Que os senhores protejam meu caminho." Ele orou com toda a sinceridade que existia em seu coração. Era muito confortante para Oliver ter alguém a quem recorrer. Após sua petição ter sido finalizada, ele lê mais uma vez o pequeno pedaço de papel com a localização do hospital e segue em direção ao mesmo. "Sem mais distrações." Pensava enquanto caminhava.
[11:57] <Leo> Oliver caminhou até o hospital, o percurso todo durou menos de meia hora. Agora, o garoto conseguia ver o prédio do tal hospital, era alto, mas não o suficiente para se destacar em meio aos outros prédios ao redor dele, e largo, bastante largo. O que, de fato, fazia-o se destacar naquele mundo, era a falta de pessoas na rua, a presença de ambulâncias e pessoas à frente do hospital, que parecia estar lotado. Oliver entrou no hospital e encontrou uma sala de recepção lotada, com vários casos, aparentemente, simples. Os graves, com toda certeza, eram prioridade. Ao fundo da sala de recepção, onde havia alguns bancos - todos ocupados - e alguns quadros presos nas paredes, um balcão com dois homens e uma mulher atendendo a três filas gigantescas parecia ser o centro do universo. Uma voz, rouca e com pressa, gritou:- Hermin Ptor. Hermin Ptor. Logo em seguida, uma mulher de meia idade, com um provável resfriado, levantou-se de sua cadeira e foi para o balcão, quando Oliver pode perceber uma porta que, também, ficava ao fundo do salão.
[12:01] <Oliver> "Quando chegar, você saberá o que fazer." Ecoou em sua mente. "Provavelmente aquela porta vá me dizer algo mais." Oliver então caminha em direção a porta que quase não percebera. Sua feição não revelava nada. Estava apenas seguindo algum tipo de instinto, buscando respostas sobre uma mesma pergunta.
[12:02] <Leo> Um dos que estavam no balcão, quase gritou, em um tom autoritáio: - Ei, rapaz. O que está fazendo aí?!
[12:07] <Oliver> Oliver se assustou com a voz inesperada vindo ao seu encontro. Ele olhava em direção onde as palavras se originaram enquanto se recompunha e logo trouxe um sorriso até seu rosto e disse: - Olá! Fw'Lo me enviou. Dizia ele com total honestidade e calma enquanto pegava o bilhete do endereço do hospital. - Está vendo? Está é a letra dele. Dizia apontando para o bilhete. - Eu sou o emissário dos deuses e vim ser uma estrela para quem precisa. A luz na escuridão de alguém! Oliver falava sem trêmulos ou gaguejos, apenas alguns estalos de seus dedos.
[12:10] <Leo> O homem dedicava seu tempo ouvindo as palavras de Oliver e assinando alguns papéis. Coisas mais preocupantes do que a presença do garoto ali afligiam o homem, e isso era óbvio. Quando Oliver terminou seu discurso, o homem entregou em suas mãos um papel e uma caneta, dizendo - Assine, e eu preciso do seus documentos. Pouco espaço sobrava no balcão para Oliver, já que demasiada era a quantidade de pessoas ali, mas ele identificou um espaço, onde poderia preencher o formulário com um pouco de tranquilidade.
[12:15] <Oliver> " Vejo que existe um padrão nas pessoas, pelo menos em um ponto. Estão todos ocupados com si mesmo. Ah, não posso me esquecer que por enquanto, todos foram nada gentis. Pouco tempo para ouvir os outros. É uma pena... a empatia é umas das qualidades que os deuses apreciam e que os chamam atenção." Ele pensava enquanto preenchia os papés para aquele cidadão. - Aqui está, senhor. Que os deuses protejam seu caminho. Dizia ele enquanto entregava os papés com uma feição amigável.
[12:26] <Leo> O homem deu uma checada rápida no que Oliver havia escrito, e disse que deveria seguir o corredor, virar a direita, depois a segunda a esquerda e entrar na quinta porta a direita. Oliver deveria procurar por alguém chamado Hu. O homem disse tudo isso com muita pressa e praticamente expulsou Oliver dali, atendeu, imediatamente, outra pessoa que estava na fila, era um homem com uma criança, que respirava com imensa dificuldade, no colo de seu provável pai.
[12:35] <Oliver> "Seguir o corredor, virar a direita, depois a segunda esquerda e entrar na quinta porta a direita e procurar um homem chamado Hu? Está ótimo pra mim." Pensou lentamente para gravar todas as informações. - Obrigado! Agredeceu, mesmo o homem não dando importância, era o jeito de Oliver. Não se importava em ser bom, mesmo com o seu redor sendo mal. Após o agradecimento, Oliver segue o trajeto informado à ele com total concentração. Olhava pelo caminho com um sinal de calma e atenção.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Sex Abr 29, 2016 7:52 am

Seguindo as instruções, Oliver encontrou uma sala com uma placa com os dizeres " Hu Ign, Diretora", a porta estava aberta e a sala, que continha uma mesa, armários e alguns instrumentos médicos, estava vazia.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Sex Abr 29, 2016 11:58 am

Oliver entra na sala e olha de um lado para o outro repetidas vezes apenas para ter certeza que não esqueceu de olhar em algum lugar até que, por fim, se convence que realmente não há ninguém naquela sala. Ele procura uma cadeira ou algo que possa se sentar sem quebrar nada e resolve esperar até a chegada da diretora. Não havia mais necessidade para ansiosidade, ele já estava onde deveria. Agora, só restava esperar até Hu chegar, com seu sorriso natural e paciência de sempre.
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Qua Maio 04, 2016 10:04 am

Alguns minutos depois, uma moça adentra a sala e segue até o suposto local onde Hu deveria sentar.


Ocupada com duas pranchetas que segurava e observava, não demonstrou perceber a presença de Oliver até pouco antes de sentar. Então, ela colocou as duas pranchetas na mesa, deu um simpático sorriso e disse:

- E você é...
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Qua Maio 04, 2016 10:19 am

- Oliver White! Dizia com felicidade expressa em sua voz enquanto estendia sua mão para cumprimentá-la.  - Fw'Lo me enviou afim de que eu cumprisse com a vontade dos deuses. Hoje, eu serei a estrela para alguém. Me tornarei a luz para alguém que há muito tempo não vê o sol! Os olhos de Oliver brilhavam enquanto pronunciava as palavras, e quase sem perceber, um sorriso formava em seu rosto.
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Qua Maio 04, 2016 10:30 am

A mulher ouviu, atentamente, todo o discurso de Oliver. Assim que concluiu, a mulher sorriu novamente, e disse:

- Bem Oliver, então, pelo que me parece, você foi o escolhido esse ano... Ela procurou algum papel em sua mesa, leu algumas palavras em voz baixa e completou - Bem, Oliver, seu primeiro serviço será simples. Como você deve imaginar, essa felicidade presente em você, e em muitos outros que compartilham da mesma fé que nós, contagia e renova as forças dos aflitos. O que queremos de você hoje, meu filho, é visitar os quartos e conversar com as pessoas. Ela abriu uma gaveta e tirou um crachá com um símbolo que Oliver não conhecia, o crachá foi entregue nas mãos de Oliver. - Você pode começar... Agora.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Qui Maio 05, 2016 8:18 am

- Os deuses me deram uma tarefa, então irei cumprí-la. Disse em um tom firme. Estala os dedos como se estivesse se preparando, fecha os olhos por um momento e vai em direção aos quartos.

"Devo ser a luz para quem não vê o sol." pensou de forma que aquilo eternizasse em seu coração.

Oliver vira de forma repentina para a jovem que a pouco estivera e diz: - Obrigado, diretora Hu! Dizia com um sorriso no rosto e logo voltava ao seu trajeto normal para os quartos.
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Sex Maio 06, 2016 9:28 am

Hu respondeu o agradecimento de Oliver com um leve sorriso, e, lembrando-se de algo, disse: - Oliver, me desculpe. Estava me esquecendo do mapa do hospital... Ela então procurou em uma das pranchetas o tal mapa e completou: - Aqui... Você pode visitar a ala que quiser. Temos três alas... A verde, que é onde cuidamos dos casos leves, onde os pacientes ficam poucas horas e precisam de pouco atendimento e atenção médica, a amarela que é onde os que possuem doenças um pouco mais graves ou que melhoraram o suficiente para sair da vermelha, e a vermelha, que é onde os casos mais complicados ficam, geralmente, em estado terminal ou inconsciente. Bem, sinta-se livre para fazer sua escolha.
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Oliver White em Ter Maio 17, 2016 5:08 pm

Após pensar um pouco Oliver decide ir a ala vermelha. Onde apenas ali ele poderia brilhar numa verdadeira escuridão Obrigado, Diretora! Com toda certeza farei com que os deuses se orgulhem de mim. Parte confiante que fará sua parte para alegrar os deuses, e os pacientes.
avatar
Oliver White

Mensagens : 22
Data de inscrição : 21/04/2016
Idade : 18
Localização : Tracen. Central.

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por leonirisos em Dom Maio 22, 2016 7:48 pm

Oliver então direcionou-se para a ala vermelha, onde os pacientes em estado crítico se localizam.

Oliver acreditava que sabia o que esperava ali. Acreditava que suas palavras conformariam os corações aflitos. Sentia como se, de fato, poderia trazer um pouco de vida para os pacientes da ala vermelha.

A noite foi longa, as conversas dolorosas e a eficiência nula. Oliver não recebeu nenhum tipo de ordem ou informação, além das que recebera com Hu a noite toda, e pode passear pelos quartos, perguntando sobre a vida dos que estavam conscientes e, aparentemente, ainda estavam um pouco presos aos pequenos aspectos da realidade.

Algumas horas depois, quando o relógio marcava 3:30, um dos enfermeiros falou para Oliver, que estava quase cochilando, sentado no chão de um dos corredores: - Hora de descansar um pouco, não garoto?
avatar
leonirisos
Admin

Mensagens : 109
Data de inscrição : 10/07/2015
Idade : 25

Ver perfil do usuário http://rpg-fma.rpggameplay.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Capítulo 2 - Novos caminhos

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum